2.9.11

































FIGHT AND PHOTO - Marcelo Alonso é um dos meus fotógrafos favoritos. Eu o vejo no mesmo patamar que Bruce Weber, Mario Testino, Herb Hitts, Diane Arbus, Annie Leibovitz, Helmut Newton, Otto Stupakoff e muitos outros. O seu material de trabalho, desde sempre, é a arte marcial. É o único fotógrafo brasileiro (talvez do mundo) que dedica seu trabalho, exclusivamente, a fotografar campeonatos de lutas, treinos e lutadores. As fotos acima são registros do UFC-Rio, clicadas para o Portal do Vale-Tudo, site especializado que Alonso publica na Internet.





Marcelo Alonso é um artista e um visionário. Numa época em que o jiu-jitsu só era citado pela imprensa nas páginas policiais - quando um ou outro praticante se envolvia em confusão - Alonso fundou a revista Tatame. No início era apenas um tablóide primitivo, consumido por uma tribo muito específica. Ao longo do tempo a revista foi crescendo e se tornando uma publicação sofisticada. Embutida no projeto da revista estava a confiança que as artes marciais, com o talento dos lutadores brasileiros, iria conquistar o mundo. E assim caminhou a humanidade...





Desde adolescente, ele mesmo um praticante de jiu-jitsu, Marcelo Alonso passou a acompanhar os torneios e os campeonatos, não só no Brasil como em lugares como Tóquio, Las Vegas, Miami, Chicago, Hong Kong, Barcelona, Londres e Abu-Dhabi. Em mais de duas décadas, onde houvesse um torneio bacana, um campeonato relevante, lá estava Marcelo Alonso com a sua incrível lente, registrando tudo com sua perspicácia e talento. O resultado desse trabalho é um belo acervo de fotos, imagens que contam como, na virada do século, os espetáculos de luta se tonaram uma coqueluche.





Alonso é um sujeito adorável. Simpático, gente boa, calmo. Já tivemos bons momentos juntos em torneios de jiu-jitsu aqui no Rio e em campeonatos de MMA em outros lugares do Brasil. Em duas ocasiões viajamos juntos para Manaus, a fim de cobrir duas edições do Jungle Fight. Alonso fazendo fotos e reportagens para a revista Tatame e eu registrando tudo para a coluna da Hildegard Angel. As viagens a Manaus foram inesquecíveis. Houve um dia, depois do torneio, que fomos todos, a produção, os fotógrafos e jornalistas e os lutadores, para uma boate em Manaus, depois da luta. E foi tão engraçado quando a gente começou a observar os lutadores, alguns machucados, com o rosto inchado, se divertindo na pista de dança. Sem falar nos passeios na selva e na mordomia classe "a" promovida por Wallid Ismail, o produtor dos eventos.





Muito em breve as fotos de Marcelo Alonso vão receber o merecido tratamento de obras de arte. Uma exposição com suas fotos já está sendo tramada. Cliques sensacionais dos lutadores da família Gracie; fotos dos torneios de luta promovidos pelo Sheik dos Emirados Árabes, em Abu-Dhabi; imagens espetaculares dos primeiros torneios de MMA, quando ainda eram conhecidos simplesmente como Vale-Tudo; registros dos mais importantes torneios do Brasil e do mundo. Um material farto e potente vai ser exibido ao grande público numa bela exposição. Não existe um único lutador relevante no Brasil e no mundo que não tenhasido clicado por Marcelo Alonso. Em tempo: Alonso é esse rapaz que aparece logo abaixo filmando Mauricio Shogun.



Veja aqui o Portal do Vale Tudo: http://www.portaldovt.com.br/br/

Nenhum comentário: