18.6.18



TEMPO DE FUTEBOL  


EXISTENCIALISTAS GRAÇAS A DEUS - Um livro arrebatador, que se tornou um clássico do pensamento existencialista. Assim é "A peste", obra-prima do filósofo e romancista Albert Camus, ganhador do Prêmio Nobel de literatura em 1957. Pois bem. Essa joia rara da literatura francesa ganhou uma versão teatral que estreia dia 21 de junho, no CCBB. Anunciada como uma provocação artística de Guilherme Leme Garcia, e com direção de Vera Holtz, a adaptação ganhou o formato de um monólogo onde o personagem principal, interpretado por Pedro Osório, alerta o público sobre os efeitos devastadores do bacilo de uma peste que está contaminando o mundo. 

Nunca é fácil adaptar um livro para o teatro. Mas, com sorte, alguns livros conseguem ganhar boas versões para o palco, como "O beijo da mulher aranha", de Manuel Puig e "Capitães da areia", de Jorge Amado. De qualquer modo os adeptos do existencialismo francês estão na expectativa. Querem saber como um de seus livros mais cultuados vai ser narrado em linguagem teatral.

16.6.18









TEMPO DE FUTEBOL - O atacante Alekxandar Prijovic, da seleção da Sérvia, vai entrar em campo no domingo, jogando contra a Costa Rica. Na quarta-feira seu time será o adversário do Brasil. Portanto, todo mundo de olho nele.

15.6.18















TEMPO DE COPA - Difícil resistir à magia do futebol. Começou a Copa da Rússia e é impossível não se envolver e vibrar com os jogos e tudo o que gira em torno deles. Tempo de sentir saudades da Copa do Brasil e seus bons momentos.  A festa nas ruas, a vibração das torcidas, a alegria por toda a parte. Hoje esse mundo de doce ilusão está todo na Rússia. Enquanto não chegar a fase em que os times passam a ser eliminados, tudo é alegria. Tudo é esperança. Tudo é motivo para uma farra. Tudo é motivo para ser feliz.



BLACK IS BEAUTIFUL - É sempre bom ouvir o garoto de Liverpool Colin Vearncombe, que ficou famoso com o nome artístico de Black. Sua canção mais famosa "Wonderful Life" é uma obra-prima e vai ficar para a eternidade com sua melodia delicada e elegante. Quando morreu num acidente de automóvel em 2016 ele deixou um legado de belas canções, interpretadas com sua voz de timbre existencialista. Além de músico era também poeta e artista plástico. E essas outras vertentes de seu talento podem ser percebidas através dos videoclipes que produziu. Um artista de grande valor que, a exemplo daqueles outros rapazes de Liverpool, produziu um excelente trabalho na música do século 20.












ARTE BRASILEIRA - O Museu Antonio Parreiras, em Niterói, é um templo da arte brasileira, Um museu dedicado a um único artista. O que o paisagista Antonio Parreiras fez para merecer essa homenagem? Basta observar os quadros do artista que se obtêm a resposta. Sua pintura é de uma beleza perturbadora. Os traços, o jogo de luz, os personagens... Tudo salta aos olhos devido ao apuro dos traços do pintor. Visitar o museu e mergulhar na obra de Parreiras é fazer contato com um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos. Um gênio do seu ofício. Suas telas nos comovem, nos impressionam e nos contam histórias. Cada quadro carrega sua própria dramaticidade, como se fosse um livro que nos conta uma história carregada de mistérios e reviravoltas. O artista merece ter um museu só para os seus trabalhos. Homenagem da cidade onde nasceu.

5.2.18




























CARNAVAL 2018




UMA LÁGRIMA PARA NELSON TOLIPAN - O rádio brasileiro perdeu uma de suas figuras mais emblemáticas. O radialista Nelson Tolipan marcou época no rádio brasileiro com seu programa "Momento de Jazz", umas das mais belas experiências radiofônicas que o Brasil já viveu. Nos tempos que correm se perdeu muito o sabor de ouvir rádio. Com tantas novas mídias e novas tecnologias, o prazer de ouvir rádio acabou ficando meio diluído. Mas não no caso do radialista Nelson Tolipan. Ele tinha um programa charmoso e original, onde tocava apenas jazz. A seleção musical era sempre uma atração, pois ele sabia selecionar os números musicais com inteligência e charme, o que prendia a atenção do ouvinte. Era um excelente DJ. Além disso, tinha uma voz inconfundível, charmosa, gostosa de ouvir. Um homem culto, que fazia um programa que era ao mesmo tempo sofisticado e popular. Oferecia biscoitos finos para o povo. Dava informações precisas, tinha noção da importância do rádio. Quem teve o privilégio de ouvir seus programas jamais vai esquecer... 

4.1.18


















BALTHUS

24.12.17






























SHARON TATE



UMA LÁGRIMA PARA SHARON TATE - Ela foi uma das mais belas estrelas de cinema de Hollywood, nos anos de 1960. Estreou aos 18 anos, contracenando com Anthony Queen no filme "Barrabás". Fez sucesso com o filme "A Dança dos Vampiros", dirigida pelo seu então marido, o cineasta Roman Polanski. E conquistou o grande público, definitivamente, como estrela do clássico feminista "O vale das bonecas", lançado em 1967. Dois anos depois da estreia de "O vale das bonecas", no auge do sucesso, aos 26 anos, a atriz Sharon Tate foi brutalmente assassinada pelo bando de Charles Manson, um criminoso psicopata. 

Os fanáticos seguidores de Manson invadiram a mansão onde a artista morava. Mataram ela e mais quatro pessoas que estavam na casa: Abigail Folger, Wojciech Fykowski, Jay Sebring e Steven Parent.  Sharon Tate estava grávida de oito meses e foi assassinada com 16 facadas. Várias delas na barriga. Seu parto já estava marcado para dali a quinze dias. 

O monstro que liderava o grupo que cometeu esse crime brutal que chocou o mundo no final dos anos de 1960, morreu no último dia 19 de novembro de 2017, aos 83 anos, de causas naturais, na cadeia onde cumpria prisão perpétua. Que ele queime por toda a eternidade no fogo do inferno. E que a partir de agora Sharon Tate volte a viver nas telas de cinema. Que seu filmes sejam relançados. Que as novas gerações possam assistir seus filmes e admirar seu talento, carisma e sua beleza.