31.7.16





















BOULEVARD OLIMPICO - Arte, cultura e esportes. Na região do Cais do Porto temos a exposição do mural "Etnias", do artista gráfico Eduardo Kobra, com três mil metros quadrados. Um trabalho de grande beleza. O colorido na mistura de cores provoca um efeito quase alucinógeno. Olhar ao vivo para as imagens gigantes é certeza de sentir algo diferente na sua percepção visual. O que mais impressiona são os olhos dos personagens, cada um representando um continente. Os olhos transmitem vida, energia. Como se as imagens tivessem alma...

28.7.16



The Cuba show was simply amazing! (Mick Jagger)


HAVANA MOON - O babado promete ser forte. O histórico show dos Rolling Stones em Havana, que aconteceu dia 25 de março, vai ser lançado em DVD, com todos os detalhes do encontro entre a maior de todas as bandas de rock e o povo cubano. Mas antes de ser colocado à venda, o DVD vai ser exibido nos cinemas apenas no dia 23 de setembro. Numa única noite, em milhares de cinema espalhados pelo mundo inteiro. Um evento único. Pop e original. Imagens em alta definição e com o som reproduzido com a qualidade do fantástico surrond sound.

Uma vez rock´n roll, sempre rock´n roll





A maior prova de amor é a confiança.
















TURNO DA NOITE - Aguinaldo Silva lotou a Livraria da Travessa do Leblon no lançamento do seu livro Turno da Noite, uma seleção das melhores reportagens que fez na época que trabalhava como repórter policial, nos bons tempos em que o grande elemento de informação era o jornal. Naqueles tempos o repórter policial tinha um glamour especial, era quase um detetive particular que desvendava os segredos dos crimes para o leitor. Naquelas reportagens Aguinaldo já demonstrava sua tendência para a dramaturgia, escrevendo seus textos com emoção e suspense, como se as histórias da vida real fossem dramas ficcionais. 

A festa de lançamento, como não podia deixar de ser, foi uma farra. Muitas estrelas e candidatos a estrelas foram  pegar um autógrafo e pedir a bênção a um dos mais bem sucedidos autores de telenovelas do Brasil.

 


22.7.16



OS REIS DO TATAME - Vitor Belfort foi o lutador mais jovem a vencer uma luta de MMA, com apenas 19 anos. Foi contra Jon Hess, em Honolulu. Belfort nocauteou o adversário em apenas 12 segundos e logo ganhou o apelido de "o fenômeno". Hoje ele tem 39 anos.  São vinte anos de MMA. Na foto acima, do craque Marcelo Alonso, Vitor aparece no lado direito. No esquerdo outro grande atleta das artes marciais, Rodrigo Medeiros, por diversas vezes campeão de judô e jiu-jitsu, hoje radicado em San Diego, onde tem uma das mais conceituadas academias da Califórnia. Entre os dois garotos (sim, na época dessa foto eram dois garotos) o mestre de ambos, o lendário Carlson Gracie, que formou toda uma geração de atletas brasileiros. 

Uma belíssima foto.   

15.7.16





CUIDADO COM O SÍNDICO - Já está no YouTube o vídeo com a reportagem do programa Fantástico sobre síndicos desonestos que aplicam golpes nos condôminos. A reportagem foi um grande sucesso. Talvez porque o problema seja mais comum do que se pensa. A reportagem fez tanto sucesso, que a produção do Fantástico já prepara uma segunda matéria sobre o tema. Jornalistas já pesquisam novas histórias sobre o assunto. Tem o caso de um síndico de Campina Grande que quebrava os elevadores de propósito e furava os canos de água do condomínio, apenas para receber comissões na hora dos consertos. Tem também a história de um síndico de Fortaleza que se apropriou de uma grande área comum do prédio onde mora, e usa em benefício próprio. Há também a desfaçatez de um síndico de Curitiba que se utiliza de procurações falsas para se eleger. E o caso de uma síndica de Belo Horizonte que mandou reformar seu apartamento e incluiu as despesas na conta das obras do condomínio. Além disso a produção do programa pesquisa novas histórias para serem usadas na reportagem que vai ao ar num dos próximos domingos.

Enquanto aguarda a próxima reportagem sobre síndicos desonestos, veja como foi a primeira reportagem, que provocou polêmicas e discussões em todo o Brasil.

É Fantástico!






8.7.16


















LAVA JATO, O LIVRO - Só faltou mesmo o Sergio Moro. Alguns convidados da fila de autógrafos chegaram até a especular: será que o Sergio Moro vai aparecer, fazer uma surpresa? Mas, infelizmente, ele não apareceu na noite de autógrafos carioca do livro "Lava Jato - O juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil", de Vladimir Netto. O livro é muito bem realizado, na medida que narra numa linguagem clara e simples, um episódio marcante da recente história do Brasil. É basicamente isso: um livro de história. Para ser lido, curtido e estudado para se entender no que se transformou o Brasil (politicamente falando) a partir da redemocratização.

Na Livraria da Travessa do Leblon muita gente bacana foi pegar o seu autógrafo. Muitos jornalistas, admiradores do trabalho de Vladimir Netto. E muitos fãs do Sergio Moro, hoje não apenas uma figura pública de relevância. Mas um ídolo pop por acaso. Estavam lá desde o nosso querido Carlos Schroder, Diretor Geral da Rede Globo, até a adorável Luciana Villas Boas uma das nossas mais talentosas editoras. E muitos colegas de Vladimir como Sonia Bridi, Bette Luchese, Monica Sanches e o fotógrafo Marcelo Borgongino. São dele as fotos que ilustram esse post. E quem também esteve por lá, mas só chegou no final, foi Miriam Leitão, mãe do autor do livro. Pois é. Ele aprendeu jornalismo em casa, com a melhor das professoras. (Adoro a Miriam Leitão, uma das jornalistas que mais admiro).   


UM PRÊMIO NOBEL PARA SERGIO MORO - Por sua luta tenaz contra a corrupção no Brasil o juiz Sergio Moro merece ganhar o Prêmio Nobel da Paz. Muita gente já ganhou esse prêmio por ter feito muito menos. Aliás, teve gente que ganhou sem nem merecer. E ele, pela sua coragem em defender a lei, a ordem e a justiça, já fez muito pelo Brasil. Havia chegado um momento que parecia que não havia mais nenhuma esperança para o Brasil em termos de valores morais no que diz respeito ao lidar com a coisa pública. E Sergio Moro surgiu se destacando por sua competência e talento ao exercer seu ofício. Ele não fez nada de mais. Apenas foi correto profissionalmente. E encheu o Brasil de esperança com a hombridade com que exerce seu papel de juiz. Sim, o Sergio Moro merece o Nobel e esse blog, desde já, está defendo esse ponto de vista e usando de toda a sua influência para fazer chegar ao comitê que concede o prêmio o nome do nobre juiz de Curitiba.  

3.7.16























O ser humano tem até de experimentar o amor, para que compreenda bem o que é a amizade.



TEATRO QUASE SEMPRE - A vida de um grupo de pessoas simples, para quem nada dá muito certo, mas que precisam se reinventar dentro das suas escassas possibilidades para conseguir sobreviver as intempéries do mundo. Esse é o resumo da peça Krum, primeiro texto do israelense Hanoch Levin a ser montado no Brasil.O Google nos conta que Hanoch Levin nasceu em Tel Aviv, em 1943 e morreu em 1999. Levin escreveu mais de uma dezena de romances, seis livros de poesias, textos para crianças e dezessete peças de teatro. Sua peça mais conhecida é Job´s Passion, A paixão de Jó, que causou polêmica em Israel. É um texto que mistura a lenda bíblica de Jó, com elementos da Paixão de Cristo. A peça provocou questionamentos artísticos porque numa determinada cena o personagem Jó aparecia nu enquanto um centurião romano enfiava um crucifixo em seu traseiro. Essa peça é de 1981.

Krum tem uma temática mais leve, mas não menos dramática. Em alemão a palavra "krum" significa curvado. Na peça Krum é o nome de um homem que volta para sua cidadezinha depois de uma longa viagem ao exterior. Contrariando as expectativas daqueles que ficaram, ele volta da Itália pobre, desiludido, triste e frustrado. Curvado, como o significado do seu nome. A volta de Krum nesse estado provoca uma onda de frustrações e desespero em todos que estão à sua volta. A peça constroi um instigante épico sobre a perplexidade do ser humano diante das limitações que o simples ato de viver lhe impõe. 

O diretor  Marcio Abreu propõe uma linguagem original e surpreendente para contar sua história. Seu principal material de trabalho é o elenco formado por artistas que atuam com talento e coragem. Destaque para Renata Sorrah que se despe da sua condição de grande dama do teatro brasileiro e atua de igual para igual com artistas desconhecidos, mas igualmente talentosos. Existe uma harmonia compensadora na junção do texto, direção e elenco que resulta num espetáculo inquietante e gostoso de assistir. Mas que, ao mesmo tempo, provoca reflexões e inquietações no espectador.

Krum é um excelente espetáculo teatral.




Não julgue cada dia pela colheita que você obtém, mas pelas sementes que você planta.


UMA ATRIZ DA BASILEIA - Semana passada Marthe Keller apareceu nas telas do TV5. Foi durante a exibição do filme Assassinato em quatro atos, um ótimo filme policial francês, rodado em 2013, com Gerard Depardieu no elenco. Foi uma dupla surpresa do TV5, meu canal de TV favorito. Tudo o que fala francês me interessa. Fazia tempo que eu não via Marthe Keller nas telas. E foi curioso vê-la aparecer num filme eletrizante, de ação e suspense, envolvendo caçadores de nazistas foragidos. Excelente filme. Foi parecido quando a vi pela primeira vez, jovem e linda, no filme Maratona da Morte. Também um trhiller policial, com elementos de ação e suspense, numa história envolvendo caçadores de nazistas que tinham feito experiências terríveis durante o holocausto. Quando adolescente Marthe Keller se tornou uma das minhas paixões cinematográficas, por causa de sua presença em Maratona da Morte. Depois ainda a vi em dois ótimos filmes: Domingo Negro, de John Frankenheimer e Um momento, uma vida, de Sydney Pollack. Ela estava sempre fascinante em seus filmes. 

Depois perdemos o contato. Mas eu jamais a esqueci...