11.9.11






















LÁGRIMAS DA POLÍCIA - A Câmara dos Vereadores foi cercada por vários carros da policia na última Segunda-Feira. Houve quem pensasse que algum figurão lá dentro estava sendo preso. Mas não foi nada disso. É que o Vereador Marcelo Arar homenageou o Coronel da PM Robson Rodrigues da Silva com a Medalha Pedro Ernesto, por seu trabalho como coordenador de todas as UPPs do Rio de Janeiro. Atencioso com sua equipe de trabalho, o Coronel Robson fez questão de dividir a homenagem com seus soldados. Por isso, além da Medalha do Mérito a Câmara entregou 60 Moções de Agradecimento aos oficiais da equipe do Coronel. A cerimônia deixou o plenário parecendo uma academia militar, tal a quantidade de policiais fardados.


Em seu discurso Marcelo Arar afirmou que a criação das UPPs (Unidade de Policia Pacificadora) é o maior projeto de segurança pública já desenvolvido no Brasil pós-ditadura. E teceu elogios ao Coronel Robson que coordena e administra o funcionamento desse projeto.



Quem circulou muito à vontade entre os policiais foi Marie-Annick Mercier. A socialite francesa, presidente do Instituto Diálogo EuroBrasil, é uma grande entusiasta das nossas UPPs, as Unidades de Polícia Pacificadora. Sua ONG promove ações sociais em várias favelas com UPPs e ela contava o quanto a vida das pessoas melhorou depois da criação desse projeto. "Eu nunca perdoei o Sarkozy por ele ter acabado com as UPPs na França", disse com seu charmoso sotaque frances. E alguém sabia que existiam UPPs na pátria de Brigitte Bardot?



Charmoso e elegante, o Coronel Robson é Mestre em Antropologia. Pareceu tímido ao falar em público, mas fez um discurso com tópicos interessantes. Elogiou sua equipe de trabalho. Disse que com as UPPs a população deixou de olhar a polícia como uma instituição repressora e passou a vê-la como uma instituição que promove a segurança e bem estar social. Provocou risos quando, ao declarar seu amor à Polícia Militar afirmou que "a PM é como se fosse uma droga da qual eu sou dependente". No final do discurso, ao falar de sua família, não conseguiu segurar o choro e emocionou a todos com suas lágrimas. Pois é. Os PM´s também choram.

Nenhum comentário: