11.3.15
























Não são as palavras, mas é o silêncio que revela a grande admiração.


CANDIDATOS AO PLANALTO - O jornalista Sidney Rezende, da Globo News, fez a mesma pergunta a várias pessoas, anônimos e famosos: o que você faria se fosse o presidente da república? Com as respostas formatou o seu livro "Ah! Se eu fosse presidente", que teve badalada noite de autógrafos na Livraria da Travessa, do Shopping Leblon. A gigantesca fila de autógrafos foi o termômetro da popularidade e do sucesso do autor, personagem muito querido graças ao seu caráter, sua simpatia e se comportamento correto.

Foram entrevistados por Sidney Rezende personalidades como Tarcisio Meira, Marcelo Serrado, Rosa Magalhães, Arlete Salles, Thalita Rebouças, Jerry Adriani, Raimundo Fagner, entre outros. Alguns entrevistados apresentaram verdadeiros programas de governo, outros se concentraram apenas em uma ou outra área específica, como educação, saúde e segurança, temas sempre presentes quando se discute a governança do Brasil.

Thalita Rebouças, uma das entrevistadas, estava na fila de autógrafos, junto com personalidades do jornalismo como Liliana Rodrigues, Anne Lortemann, Luiza Szveiter, Joana Calmon, Lair Rennó, Ayrton Chaves e Alexandre Tortoriello. Mas, quem chamou atenção na fila de autógrafos foi o iatista Lars Grael, um dos entrevistados. Carismático, foi muito assediado e tratou a todos com carinho e atenção. Uma grande figura do esporte brasileiro.

Nenhum comentário: