5.6.16



















ARTE É TUDO - O Centro Cultural da Caixa Econômica, no centro do Rio, apresenta até o dia 26 de junho a exposição denominada Ex-voto, alma e raiz, reunindo o acervo do pintor sergipano Antonio Maia. A partir de 10 de dezembro a mesma exposição estará em São Paulo. Que palavra poderia definir essa exposição? Comovente. O estilo singelo dos traços e uso das cores emociona quem tem o privilégio de ver os trabalhos, principalmente ao se vislumbrar dezenas de quadros reunidos num único ambiente, como na mostra ora em cartaz na cidade em que o artista viveu a maior parte de sua vida, e onde produziu seus trabalhos mais significativos. Seu estilo é marcante. Um observador atento logo reconhece o traço e a temática de Antonio Maia, nome referência na pintura brasileira. Nasceu em Carmópolis, Sergipe, em 1928 e aos 17 anos foi morar em Salvador. Mas logo se mudou para o Rio, onde viveu a maior parte de sua vida, apesar de ter passado temporadas em Barcelona, Londres e Genebra. Mas a sua arte ficou para sempre marcada pela infância que viveu no interior sergipano, com uma temática muito ligada a religiosidade popular do povo nordestino. Antonio Maia morreu no Rio de Janeiro, em 2008. 

Nenhum comentário: