19.6.16


A vida é o que acontece quando estamos fazendo outros planos.

ANOTHER DAY - Certa vez encontrei Paul McCartney em Paris. Foi em 2005, durante o Ano do Brasil na França. Fui cobrir para o Caderno H, do Jornal do Brasil, a visita do então Presidente Lula nas comemorações do 14 de julho. Um dia, quando voltava para o hotel, encontro Paul McCartney saindo num carro preto. Como havia um certo trânsito o carro parou alguns instantes e ele ficou bem perto de mim. Ao vê-lo na minha frente não resisti e disse: Paul, I love you. Daí ele botou a cabeça para fora da janela do carro, abriu os braços e disse alguma coisa que não entendi. Então o carro acelerou e ele foi embora ainda com a cabeça do lado de fora e os braços abertos. 

Foi um dos momentos mais felizes da minha vida. 

Eu e Paul temos histórias. Quando eu era garoto, menino mesmo, estava indo à escola, com a farda de calça curta. Eu tinha que pegar um ônibus para ir ao colégio. Naquele dia estava atrasado e não podia perder o ônibus de jeito nenhum. O colégio era muito rígido e não permitia que nenhum aluno entrasse fora da hora. Daí a loja de discos que ficava perto da parada de ônibus começou a tocar "Another Day". Foi a primeira vez que ouvi aquela música. E senti uma emoção tão grande! Uma sensação de beleza como até então eu jamais havia sentido. Era apenas um garoto de calças curtas. Daí o ônibus parou. Em vez de entrar no ônibus eu preferi ficar ouvindo a canção. A vida é feita de escolhas e  ônibus foi embora. Preferi ficar parado ouvindo a música de Paul McCartney. Naquele dia perdi aula no colégio. Fui até a loja de disco e pedi para o moço tocar aquela música novamente. Até hoje, sempre que escuto "Another Day" lembro desse episódio, e da emoção que a música me provocou. A mesma que me provoca até hoje.











Nenhum comentário: