16.10.16


Um close de Ben Affleck no filme "O Contador", campeão de bilheteria nos EUA.

BEN, O ESQUISITÃO - Ninguém deve pode perder "O Contador", filme de suspense que estreia na próxima quinta-feira. É diversão em grande estilo. Prende a atenção do início ao fim com uma trama inteligente e muito bem contada. É a história de um garoto autista que recebe um tratamento diferente para sua síndrome: um treinamento militar, com especialização em armas, artes marciais e matemática. 

Quando cresce ele se transforma em Ben Affleck que surpreende como um sujeito esquisitão, cheio de manias e cacoetes, que trabalha para grandes empresas fazendo auditorias em desfalques e desvios de dinheiro. Quando descobre as irregularidades financeiras, geralmente envolvendo muito milhões de dólares, ele faz questão de recuperar a grana. É quando o sujeito precisa utilizar seu treinamento militar. 

A coisa começa a complicar quando um de seus clientes entra na mira do tesouro americano e resolve se livrar tanto do contador autista como da funcionária ingênua que descobriu mais do que deveria. O roteirista Bill Dubuque criou uma história surpreendente, cheia de detalhes e reviravoltas. Quanto mais o espectador se concentrar no filme, mais vai saborear a história. Cada cena tem um elemento, uma fala, um gesto, que vai resultar numa consequência mais adiante. O diretor Gavin O´Connor sabe tirar proveito do material que tem e construiu um filme fascinante. 












Casey Affleck comove o público no melodrama "Manchester à beira mar".

Não será surpresa se, na próxima entrega do Oscar, dois irmãos disputem o prêmio de melhor ator. Será que isso já aconteceu antes? Se Ben Affleck dá um show como o autista aguerrido em "O contador", seu irmão Casey Affleck mostra que o talento é coisa de família. No filme "Manchester à beira mar" Casey tem uma performance intrigante e comovente. 


Nenhum comentário: