4.8.15














Não são os homens, mas as ideias que brigam...


O DIA DA INDEPENDÊNCIA - A rebelião de Stonewall aconteceu em Nova York e foi um conjunto de episódios violentos que teve início em 28 de junho de 1969 no bar Stonewall Inn, se espalhou pelas ruas vizinhas e durou vários dias. Foi um conflito que tinha de um lado gays, lésbicas e transgêneros e do outro a polícia de Nova York. O Stonewall é um bar frequentado por gays e vivia sendo invadido pela polícia que, no longínquo ano de 1969, ainda perseguia homossexuais, que eram acusados de comportamento impróprio apenas pelo fato de serem gays. Nesse 28 de junho os gays resolveram dar um basta nas humilhações e decidiram enfrentar a polícia como machos. A porrada comeu para tudo quanto é lado. E a partir de então a rebelião de Stonewall ficou reconhecida como o conjunto de eventos catalisadores dos movimentos pelos direitos civis de gays e lésbicas.

Agora, chega aos cinemas, com estreia prevista para setembro nos EUA, o filme que conta a história desse curioso evento que deu início a uma revolução no comportamento ocidental.  Dirigido pelo cineasta alemão Roland Emmerich, que assinou blockbusters como "Independence Day", "O dia depois de amanhã", e "Stargate", o filme "Stonewall" chega aos cinemas cercado de expectativas. O trailer que acaba de ser divulgado começa com um discurso de Barack Obama e mostra cenas fortes de um tempo em que ser gay na América era motivo para se apanhar da polícia. O elenco é encabeçado por Ron Perlmann, o ator de Hellraiser, e por Jonathan Rhys Myers, que foi dirigido por Woody Allen em Match Point.

Veja o trailer...






Nenhum comentário: