29.4.17




















UM HEROI DO RENASCIMENTO - Dominique Fernandez é um escritor incrível. Ele inventou um estilo literário próprio chamado "psicobiografia". É uma biografia em que o autor investiga a vida do biografado a partir do seu trabalho artístico. Escreveu biografias de Pasolini, Caravaggio e Tchaikovski. Livros onde contesta versões oficiais da vida de seus biografados a partir de evidências encontradas nas obras artísticas dos mesmos. Na sua biografia de Tchaikovski, por exemplo, ele contesta a versão oficial de que o compositor morreu durante uma epidemia de cólera e alega que ele foi induzido ao suicídio pelas autoridades do governo russo, depois que descobriram que ele estava tendo um romance com um soldado do exército de 17 anos que era sobrinho do Czar. Que tal?

Agora Dominique Fernandez lança um novo livro, uma nova psicobiografia. Dessa vez o retratado é o pintor do renascimento Agnolo Bronzino, representante de um estilo artístico conhecido como maneirismo. Um sujeito de origem pobre, mas que logo caiu nas graças dos nobres de sua época, que gostavam de ser retratados por ele. Pintou o retrato de vários integrante da família Médicis. Em seu livro Fernandez desvenda a vida misteriosa de Bronzino, sua ascensão social e sua relação amorosa com seu sobrinho Alessandro Allori.  Ao mesmo tempo descreve com requinte e sofisticação o efervescente submundo da produção artística da Florença na época do renascimento.   

Nenhum comentário: