29.7.19

Era uma vez em Hollywood



MAIS UMA OBRA-PRIMA - Muita expectativa em torno do novo filme de Quentin Tarantino, com estreia confirmada no Brasil para o dia 15 de Agosto. Já em cartaz nos Estados Unidos, Era uma vez em Hollywood tem sido chamado de "mais uma obra-prima do Tarantino". O filme é sobre os bastidores da indústria do cinema no final da década de 1960 e mistura personagens reais com personagens fictícios. O elenco tem Leonardo Dicaprio, Brad Pitt, Al Pacino, Dakota Fanning, Kurt Russell e Margot Robbie que vem causando sensação por interpretar a atriz americana Sharon Tate. 



23.7.19

Gisele Surfistinha











TODA HORA É HORA DE GISELE - Cada dia mais bela e poderosa Gisele Bündchen fez aniversário neste 20 de julho. Um motivo de comemoração para os fãs e admiradores. Dois dias depois quem fez aniversário foi a mãe da modelo, dona Vania. E para comemorar Gisele postou uma linda foto (acima) com um texto carinhoso que destacava um sentimento importante: a gratidão. Sua carreira vitoriosa tem muitos destaques em capas de revistas, anúncios publicitários, desfiles importantes, etc. E um dos seus trabalhos que merecem destaque é o anúncio para o perfume Chanel N. 5, em que foi dirigida por Baz Lurhmann, diretor de filmes como Moulin Rouge e O grande Gatsby.  


Foco na literatura



PERNAMBUCO FALANDO PARA O MUNDO - No nordeste do Brasil, região machista por sua própria natureza, o termo "colégio de freiras" é usado como uma gíria para prostíbulo. O machão nordestino quando vai ao prostíbulo, costuma dizer para os amigos que vai visitar o "colégio de freiras". É nesse sentido o título do novo livro de Raimundo Carrero, o mais relevante escritor pernambucano da atualidade. Lançado no início do mês, "Colégio de freiras" vem agitando o circuito intelectual do nordeste, que faz questão de ser independente dos ditames da produção cultural daquilo que os nordestinos chamam, ironicamente, de sul maravilha. Raimundo Carrero é porreta. Tem um linguajar próprio, um jeito especial de contar sua história. Há algo de armorial na narrativa de sua trama. A saga de uma moça chamada Vania, que perde a virgindade em 1960 e, por isso, é rejeitada pela família. Então a moça é levada pelo próprio pai para o mais famoso prostíbulo do Recife daqueles tempos, onde vai viver pelos próximos trinta anos. Ao contar sua história Carrero revela também das mudanças que ocorreram nesse período na vida e na alma nordestina. 



Mistério na solidão




O FAROL - Existem vários livros e filmes com esse título. O mais recente é o esperado filme de Robert Eggars, que fez A bruxa. Conta uma história de coisas estranhas que começam a acontecer quando um solitário faroleiro contrata um assistente para trabalhar com ele numa região isolada. Já em cartaz em algumas capitais da Europa, The Lighthouse tem recebido ótimas críticas dos admiradores de histórias de suspense e terror. O filme também é ousado na sua forma, já que foi todo rodado em preto e branco, com câmeras antigas, para valorizar o clima retrô. No elenco dois artistas competentes, Robert Pattinson e Willem Dafoe. A estreia no Brasil vai ser em agosto.  







18.7.19

O som de Dino D´Santiago










QUERIDINHO DA MADONNA - O cantor português Dino D´Santiago virou destaque na imprensa internacional depois que foi citado por Madonna como uma de suas referências na música portuguesa. Nascido no Algarve, Claudino de Jesus Borges Pereira descobriu a música aos quatorze anos. Participou de um grupo de hip hop e se dedicou ao soul na época em se apresentava com o pseudônimo de Dino Soulmotion. Hoje sua música tem um sonoridade única que pode ser definida como pop português. O que será que Madonna viu nele? Vale a pena ouvi-lo para descobrir.


A dona do pedaço



OS BOLOS DE HANNA - Ela é "a dona do pedaço" da vida real. Hanna Lilebaum está fazendo enorme sucesso no Rio de Janeiro com seus bolos. "Não é só o sabor, mas o frescor, a textura da massa e a beleza da decoração", define uma de suas clientes. Faz bolos para casamentos, batizados, festas de aniversário e todo o tipo de evento. E não apenas bolos, mas também vários tipos de doces.  Hanna sempre foi uma garota estudiosa e inteligente. É engenheira ambiental graduada pela Universidade Federal Fluminense, com pós-graduação na Vrije Universitait Amsterdam. Trabalha na construtora Queiróz Galvão. Mas sua grande paixão é a cozinha. Tanto que, ano passado abriu a "Hanna´s Sweet Spot", sua fábrica de bolos, para atender a enorme demanda de pedidos que surgiu a partir do boca a boca promovido por suas clientes, com elogios aos seus bolos e doces. Ela atende pedidos pelo Facebook ou pelo telefone (21) 99761.8104.   
























De olho na Broadway






A FELICIDADE NÃO SE COMPRA - O eterno beatle Paul McCartney anunciou em sua página no Facebook que compôs a trilha sonora do musical "A felicidade não se compra".  É uma adaptação de um antigo filme americano, rodado em preto e branco, produzido em 1948, dirigido por Frank Capra e estrelado por James Stewart e Donna Reed. É considerado um clássico do cinema americano. Conta a história de um empresário que perde tudo e, num momento de desespero, decide se matar. Nesse momento surge o seu anjo da guarda e o convence a se dar uma nova chance. Essa história agora será levada aos palcos numa adaptação de Lee Hall, que escreveu o roteiro de filmes como Billy Elliot, Cats e Rocketman. O musical terá produção de Bill Kenwright que, como Paul McCartney, também nasceu e cresceu em Liverpool.



Na crista da onda



HOLLYWOOD AOS SEUS PÉS - Dois dos filmes mais esperados do ano tem em seu elenco Brad Pitt. Aos 55 anos, o astro de Hollywood está mais firme na carreira do que nunca. Hoje, 18 de julho, foi divulgado o trailer oficial de AD ASTRA, um filme de astronautas que o artista produziu em parceria com o brasileiro Rodrigo Teixeira. No ano em que se comemora os 50 anos da chegada do homem à lua, o filme aborda o programa espacial americano numa história de tensão e suspense em que o ator vive um astronauta numa missão secreta da Nasa. O filme estreia no Brasil dia 19 de setembro. Um mês antes, mais precisamente no dia 15 de agosto chega as telas brasileiras "Era uma vez em Hollywood", um filme sobre os bastidores do cinema americano na época em que aconteceu  a morte da atriz Sharon Tate. Aqui, dirigido por Quentin Tarantino, Brad interpreta um dublê e divide o estrelato com Quentin Tarantino.




17.7.19

O craque do violino



OS BOSQUES SILENCIOSOS - Os amantes da música clássica estão vibrando com a apresentação no Theatro Municipal do Rio do maestro e violinista Pinchas Zukerman. O artista, nascido em Tel Aviv e radicado no EUA, já tocou no Brasil diversas vezes e aqui tem um público fiel e apaixonado. Em outras oportunidades já se apresentou no Copacabana Palace e na Sala São Paulo. O concerto, que acontece dia 22 de agosto, já está com quase todos os ingressos vendidos. Dessa vez ele vai se apresentar acompanhado da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e da violoncelista canadense Amanda Forsythe. No repertório duas criações do compositor Antonin Dvorak: a música "Os bosques silenciosos" e a Sinfonia n. 8 em Sol Maior, Opus 88. Completa o roteiro um dos grandes sucessos do repertório de Zukerman, sua interpretação do Concerto para violino em Ré maior, opus 61, de Beethoven. 






Luto na literatura



UMA LÁGRIMA PARA CAMILLERI - O romance policial, gênero literário dos mais populares, ficou órfão de um dos seus mais talentosos autores. Neste 17 de julho morreu Andrea Camilleri, o principal representante da Itália, nesse universo em que as histórias possuem um detetive que consegue desvendar crimes misteriosos. Camilleri era perfeito no seu ofício. Suas histórias policiais tem os elementos tradicionais do gênero e, ao mesmo tempo, são originais, diferentes. O autor teve a capacidade de transportar seus leitores para uma Itália bela e exótica, com tipos humanos bem definidos e graciosos. Ler Andrea Camilleri é viajar pela Itália e se divertir e se emocionar com a cultura, o temperamento e o jeito de ser de seu povo.  Descanse em paz.


13.7.19

Os desajustados


















A HORA E A VEZ DE CRISTINA AMADEO - Destaque absoluto nos palcos cariocas no primeiro semestre de 2019, a peça Os desajustados, ainda tem um longo caminho a percorrer. Em breve o público paulista vai se deliciar com essa que é uma das mais inteligentes e criativas experiências teatrais dos últimos tempos. É uma peça sobre os bastidores de Hollywood, sobre a magia do cinema, sobre a arte e os artistas, sobre as relações humanas, sobre o amor, a amizade, o ciúme e o desejo. Os personagens da peça são quatro ícones do século 20: Marilyn Monroe,  Arthur Miller, Simone Signoret e Yves Montand.  Quatro personagens fabulosos vividos por quatro excelentes atores: Tainá Müller, perfeita como Marilyn; Isio Ghelman brilha como o escritor e roteirista Arthur Miller: Cristina Amadeo dá um show como a diva do cinema francês Simone Signoret: e Felipe Rocha se mostra sensível e sedutor no papel do cantor e ator francês Yves Montand. A peça recria um fato real: o jantar que Marilyn e seu então marido Arthur Miller ofereceram a Simone e Montand, que foram casados durante 35 anos. Na época Marilyn tinha feito um filme com Montand, Adorável Pecadora, e houve um romance extraconjugal nos bastidores da filmagem.  O texto de Luciana Pessanha é empolgante e tem ótimos diálogos. A direção de Daniel Dantas é competente.

Vale a pena registar o empenho da  atriz Cristina Amadeo para a realização desse espetáculo. Ficou encantada quando a autora Luciana Pessanha lhe mostrou o seu texto e as fotos do Bruce Davidson com os registros do jantar. Gostou do conceito, da proposta e do belo texto  e trouxe o ator Daniel Dantas para dirigir. La Amadeo está perfeita no papel de Simone Signoret e merece ganhar um prêmio de melhor atriz por sua atuação. Dedicada ao teatro, ano passado produziu e atuou em "Para onde vão os corações partidos", sucesso no Teatro Ipanema.









Simone Signoret



A NOSTALGIA JÁ NÃO É O QUE COSTUMAVA SER - Em  1958 a atriz francesa Simone Signoret surpreendeu Hollywood ao ganhar o Oscar de melhor atriz pelo filme Almas em leilão, de Jack Clayton. Foi a primeira francesa a ganhar a estatueta. Pelo papel nesse melodrama ela já havia levado o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes. Simbolo do cinema francês, fez filmes antológicos como O gato, ao lado de Jean Gabin, prêmio de melhor atriz do festival de Berlim, e A viúva, onde contracenou com Alain Delon. Trabalhou com diretores como René Clément, Costa Gavras e Luis Buñuel. Foi casada durante 35 anos com Yves Montand, com quem viveu uma grande história de amor. Ambos eram artistas dedicados e militantes políticos do partido comunista francês.




9.7.19

A eterna musa




UMA LÁGRIMA PARA SHARON TATE - Daqui a um mês, dia 9 de agosto, completa 50 anos da trágica morte de Sharon Tate. Alguns historiadores acreditam que o crime que vitimou a atriz em Los Angeles foi o fato histórico que acabou com os anos de 1960. Acabou no sentindo de terminou. E acabou no sentido de destruiu. No primeiro sentido significa que foi o último fato marcante da década que mudou o mundo. No segundo sentido significa que a morte violenta da atriz foi um golpe nos valores pacifistas representados pelos hippies e pelos Beatles, já que os criminosos viviam como hippies e, quando presos, disseram que agiram sob a inspiração de Helter Skelter, uma música do quarteto de Liverpool. Foi algo tão trágico e cruel. Quando mataram a atriz aqueles loucos também mataram os sonhos e ideais de toda uma época. 

Para quem ama o cinema Sharon Tate vai estar eternamente viva...



6.7.19

Bethânia bem de perto









RECITAL NA BOITE MANOUCHE  - Como resistir a Maria Bethânia cantando Anjo Exterminado? E que tal ver e ouvir Bethânia bem de perto, no ambiente aconchegante de uma boate? No início de sua carreira ela marcou época cantando em pequenas casa noturnas. Um de seus maiores sucessos foi o show "Recital na boate Barroco", que também virou disco. Depois, com o grande sucesso popular os shows da cantora passaram a ser feitos sempre em grandes casas de espetáculos. Agora, dando uma guinada em sua carreira, Bethânia resolveu estrear seu novo show "Claros Breus" no Clube Manouche, uma pequena casa noturna, que poderia  muito bem ser chamada de boate. Assim, fãs privilegiados podem ver a cantora bem de perto. E que tal ver e ouvir Bethânia cantando "Drama", como se ela tivesse cantando especialmente para você. Um experiência que ninguém deve perder.



No teatro com Albert Camus



POR UM TEATRO EXISTENCIALISTA - A cena teatral carioca adquire um toque de classe com a estreia de um texto do Prêmio Nobel de literatura Albert Camus. O magnífico Camus. O mestre do existencialismo. Com direção de Gabriel Villela,  "Estado de sítio" é uma espécie de adaptação do romance "A peste", um clássico da literatura existencialista francesa. Tanto o romance literário quanto o texto teatral abordam o mesmo tema: o sofrimento do indivíduo ante o totalitarismo. A angústia do homem ante a repressão do fascismo, da ditadura, dos valores familiares e religiosos. 

O youtube brinda os admiradores de Camus com o documentário "Um combate contra o absurdo", com considerações sobre o trabalho, o pensamento e o estilo de vida desse grande escritor. A estreia da peça é uma boa oportunidade de mergulhar no universo literário do autor de "O mito de Sísifo".



Um grande cineasta



O CINEMA DE GABRIEL MASCARO - Sucesso de público e crítica, "Divino Amor" nos revela o trabalho e o talento de um grande diretor. A direção do filme é algo que chama atenção por sua criatividade e inteligência. Gabriel Mascaro já tinha mostrado seu talento no gracioso "Boi Neon", que conquistou muitos admiradores no Brasil e no exterior. Com "Divino Amor" ele mostra que é um diretor de muitos recursos  e que tem uma visão muito peculiar sobre o que é o cinema. Um dos grandes nomes do criativo cinema pernambucano, Mascaro já deu o que falar com o documentário Doméstica, que realizou antes de "Boi Neon". 



5.7.19

Grande dama do teatro



A OUTRA FACE DE ANTÍGONA - Andréa Beltrão está incrível na peça Antígona, que apresenta no Teatro Poeira. Uma das grandes damas do teatro brasileiro, a atriz tem feito uma série de atuações memoráveis em suas peças. Esteve magnífica em espetáculos como Jacinta, As centenárias, Sonata de outono e Como aprendi a dirigir meu carro. Na peça A prova, de David Auburn, ela nos deu uma das mais perfeitas interpretações jamais vista nos palcos brasileiros. No cinema a personagem Catherine foi interpretada por Gwyneth Paltrow. Andrea Beltrão agora promete surpreender e encantar o público com sua atuação como a protagonista do filme Hebe.


Sangue Latino



A HORA E A VEZ DE MALUMA - Já está disponível no youtube o documentário "Lo que era, lo que soy, lo que seré", que conta a trajetória de Juan Luis Lodoño Arias, mais conhecido como Maluma. O vídeo tem imagens raras da infância, da família, e dos bastidores dos shows e gravações de videoclipes. O artista está com tudo e não está prosa. Gravou duas faixas no novo álbum da Madonna. E acabou de lançar seu novo trabalho, chamado 11.11, que conta com uma participação da cantora.  



1.7.19

A fadista Gisela João












FADO SIGNIFICA DESTINO - No verão passado a fadista portuguesa Gisela João esteve no Rio. Ficou hospedada no Hotel Arpoador, de frente para o mar. Com sua beleza  marcante e seu delicioso sotaque português, logo  conquistou a praia inteira. Ali viveu o verão intensamente, como uma anônima turista da Europa, sem que ninguém soubesse que ela era uma famosa fadista portuguesa. Gostava de navegar ao mar com a prancha do Stand Up e observar o pôr do sol dentro da água. Costumava caminhar pela praia cantarolando canções de sua cantora favorita. "Elis Regina para mim é uma deusa", confidenciou a um salva-vidas do Posto 7, com quem viveu uma intensa paixão.


O novo jogador do Bangu



GILSON GERMANO - Carioca de Jacarepagua, mas radicado em Copacabana, Gilson Germano foi parar no Bangu. O atleta que já se destacou no futebol de praia assinou contrato com o Bangu Atlético Clube, um dos grandes times do Rio de Janeiro. Sonho de todo atleta jogar num grande time. Gilson acaba de chegar de uma temporada no futebol sueco. "Na Suécia o ambiente do futebol é muito  agitado. Lá tem Cassinos e os torcedores apostam. Por isso existe muita pressão em cima dos jogadores". Interessante! Quando será que vamos ter cassinos no Rio de Janeiro?