30.5.12




A luta ansiosa pela felicidade é o que dá infelicidade a muita gente.

28.5.12


Meu nome é Gal e desejo me corresponder com um rapaz que seja o tal...



VAPOR BARATO – A Folha de São Paulo publicou, em sua edição na internet, que a cantora Gal Costa se recusou a receber sua colega Marina Lima, no camarim, depois do show “Recanto”, que ora faz temporada em São Paulo. “Marina, quem? Não conheço nenhuma”, teria dito Gal, ao ser questionada sobre a ex-amiga. Segundo a Folha Gal teria rompido relações com Marina quando esta revelou, numa entrevista, que teria perdido a virgindade com a baiana, quando tinha dezessete anos. Na época Gal ficou furiosa com a declaração da Marina. Ela sempre foi uma pessoa muito discreta com relação à sua vida pessoal e não gostou da exposição, que considerou sensacionalista.  Desde então, Marina já fez de tudo para receber o perdão de Gal, mas esta se mostra irredutível. A baiana se recusa a perdoar Marina pela indiscrição. A irritação de Gal com a colega é tanta, que ela não quis recebê-la em sua casa, na Bahia, quando Marina foi, pessoalmente, lhe pedir desculpas. Marina não quis ofender a amiga. Apenas não tem problemas de falar abertamente sobre a sua vida sexual.

A razão da zanga de Gal tem um motivo muito mais do que singelo. A cantora adotou uma criança. Um menino. E não quer que o seu passado de “artista de vanguarda”, digamos assim, interfira nessa coisa bacana que surgiu na sua vida: o amor maternal pela criança que adotou. Amigos próximos contam que Gal é uma revelação como mãe. Ela adora o menino e cuida dele como se fosse seu próprio filho. É amorosa, dedicada, atenciosa e apaixonada. Desde o momento em que adotou a criança, esta se tornou a coisa mais importante da sua vida. Mais importante até do que a sua própria carreira artística. Não é bonito isso?

Quando Marina cometeu a sua indiscrição Gal ficou apavorada, com medo que o juiz lhe tirasse a guarda da criança. Mas o juiz entendeu que o seu amor de mãe foi uma bênção para a criança. E não levou em consideração os arroubos juvenis da estrela. Afinal, todos já fomos jovens...

O curioso e divertido nessa história, é que Marina persegue Gal Costa desde garota. É uma história que vem desde a juventude. A sapatoníssima Thereza Eugênia, fotógrafa favorita das divas da MPB, conta que, quando menina, com treze, quatorze anos, as paredes do quarto de Marina eram recheadas de fotos de Gal, que na época fazia sucesso no Rio com o show “Fa-tal”. A obsessão de Marina vem desde essa época, quando a baiana morava na rua Farme de Amoedo e ainda existiam em Ipanema as chamadas “dunas da Gal”.

Marina era obcecada pela voz de Gal. Ouvia seus discos o dia inteiro. Achava a baiana a mulher mais bonita do mundo, com sua cabeleira ondulada. Como era muito menina, certa vez pediu a um tio que a levasse ao show da artista, no Teatro Tereza Raquel. A partir daí, ficou definitivamente apaixonada. A garota morava na Vieira Souto e ficava a manhã inteira na janela do seu apartamento esperando a diva da MPB passar em direção à praia. Tímida, ela se escondia atrás da cortina e ficava admirando sua musa a caminho das famosas dunas. Depois ela conseguiu, não se sabe como, o número do telefone do apartamento de Gal e ficava ligando o dia inteiro. Quando Gal atendia, e dizia “alô”, ela desligava nervosa e excitada. A baiana ficava atordoada, sem saber quem tanto ligava para ela apenas para ouvir sua voz. Pensava que era João Gilberto, famoso por suas esquisitices...

Paulinho Lima, uma biba saltitante que foi secretário de Gal, conta que, muitas vezes, quando ia à praia com a cantora, notava que eles eram seguidos por uma menina gordinha, que ficava olhando para eles, escondida atrás das árvores da rua. “Que menina esquisita aquela que fica te olhando e se escondendo atrás das árvores”, comentava com a estrela. Gal apenas sorria. Muitos anos depois o saltitante veio descobrir que aquela menina chamava-se Marina e também era uma artista muito talentosa. Só quando completou dezessete anos Marina conseguiu realizar o seu grande sonho: fazer amor com Gal.

Não é lindo, o amor?

27.5.12


A piedade é uma das mais preciosas faculdades da alma humana.


JÚNIOR CIGANO VENCE MAIS UMA -  Nas redes sociais só se fala nisso. Depois de ter anunciado a transmissão "ao vivo" da luta entre Frank Mir e Júnior Cigano, a Rede Globo exibiu um videotape quando a luta já tinha acabado em Los Angeles. "A Globo transmitiu "ao morto", em vez de ter transmitido "ao vivo", reclamou um professor de jiu-jitsu em seu Facebook. O pior de tudo é que, num torneio em que houve quatro lutas com atletas brasileiros o canal só exibiu a luta principal. No horário a emissora preferiu  exibir "A casa das coelhinhas", um filme bagaceira, desses que não merecia ser exibido nem na sessão da tarde. A emissora deixou de mostrar a sensacional luta do brasileiro Glover Teixeira, que foi tão empolgante quanto a luta do Júnior Cigano. Será que Patrícia Kogut vai dar nota zero?

Quando a Globo comprou os direitos de transmissão do UFC, os fãs do esporte ficaram revoltados. Preferiam que a Record ou a Rede TV tivesse adquirido os direitos. Eles temiam que acontecesse exatamente isso que aconteceu no sábado. Lutas editadas, transmissões pela metade, desinformação, falta de respeito com os fãs do esporte. Foi tudo como o previsto.  

25.5.12











O MUNDO E A MODA - No país em que o verão dura, praticamente, o ano inteiro, o que há de melhor no festival de moda que lança as tendências da temporada para o verão 2013? A Blue Man lançou estampas incríveis, alegres e coloridas, com referências ao paraíso tropical que é o Brasil, essa charmosa república de bananas. Talvez por isso, muitas estampas com bananas multicoloridas. Um luxo! A melhor peça foi uma jaqueta com a cara do Paulo Zulu estampada nas costas. Demais. 

A Cola-Cola Clothing foi fundo na sua busca por uma estética fashion. Criou estampas a partir de imagens ampliadas da bebida feitas através de um microscópio. O resultado é um delírio visual. Os jeans esbanjam estilo e originalidade.

22.5.12



A verdadeira glória de um vencedor é a de ser clemente. 





19.5.12


















CLUBE DA LUTA – Muita emoção e adrenalina no Leblon, durante a realização do WOCS – Watch Out Combat Show. O ginásio da AABB lotado, com a galera vibrando, aplaudindo e zoando. Uma noite de diversão e alegria. Chorei quando ganhei um abraço do Bruno Robusto depois da sua vitória. Com o rosto todo machucado e a voz emocionada ele dedicou a vitória aos amigos que estavam lá gritando pelo seu nome: Edu, Beto, Beição, Baixinho... “E também queria dedicar essa vitória ao Flavinho, pois sei que ele também está aqui com a gente”, disse, olhos cheios de lágrimas, lembrando seu amigo lutador que teve uma morte trágica semanas atrás.

Bruno fez uma excelente luta. Seu adversário, um rapaz chamado André Borges, é um lutador sensacional. E esse encontro de dois atletas brilhantes resultou num grande espetáculo. A luta acabou empatada, com os dois lutadores em pé, e a vitória de Robusto foi decidida pelos juízes. Ambos os lutadores são especialistas em Muay Thai, o boxe tailandês. Então eles partiram para cima um do outro com muita vontade de vencer. Durante a luta o rosto do Bruno sangrou muito, já que André tem um soco poderoso. Mas Robusto não se abalou, demonstrando muita frieza e revidando os golpes com fervor. Por outro lado, seu adversário demonstrou uma incrível resistência. O que achei curioso é que durante a luta eles exibiam muita gana, muita violência. Mas, no exato momento em que tocava o gongo, eles se abraçavam, sorriam e trocavam gestos de carinho, demonstrando pureza, cavalheirismo e espírito esportivo.

Circulando ali pela platéia os meus queridos ídolos das artes marciais: Murilo Bustamante, Milton Vieira, Gustavo Ximu, Eduardo Júnior, Glover Teixeira, Luis Beição. No meio deles eu me sentia como uma criança que vai a Disneylandia e encontra o Mickey, o Pateta e o Tio Patinhas... E quem estava prestigiando o torneio era a Delegada Monique Vidal, com suas amigas Riane Gracie e Márcia Endlich. Monique é uma pessoa adorável  e muito divertida. Estava totalmente à vontade, falando com todos os lutadores. Ela faz parte daquele mundo. Tanto que é casada com um lutador, o Gustavo Ximú. E por isso ela foi chamada pelos organizadores para entregar o troféu a um dos vencedores. “Eu espero ganhar alguns votos com esse pessoal da luta”, me disse ela, que é candidata a vereadora nas eleições de outubro.

18.5.12

























DECADENCE AVEC ELEGANCE – Badalação total no lançamento da coleção  “Spring/Summer” do Giorgio Armani, no Empório do Shopping Leblon. É claro que Vera Fischer foi o alvo de todas as atenções. Todo mundo queria conferir como ficou a plástica feita pelo cirurgião Carlos Fernando Gomes de Almeida. Mas o trabalho foi tão bem feito que não se nota muita diferença. Nota-se apenas que Vera continua linda. Já Glória Maria sacou o cartão de crédito e comprou um lindo par de botas de montaria, dessas que vão até o joelho, um dos hits na nova coleção. Outro que não fez economia foi o Maurício Mattar que comprou um casaco e um lindo par de óculos. Com Liége e Luiz Fernando no comando, tudo funcionou perfeitamente.  A DJ Dri Toscano caprichou no repertório e botou todo mundo pra dançar – discretamente – quando tocou uma versão disco do bolerão Besame Mucho. Show de bola! 




FASHION RIO – André Jório é um homem da moda. Começou a carreira como vendedor da Osklen, depois foi supervisor comercial da Cantão e, em seguida, diretor comercial da Farm. Agora ele é o todo-poderoso diretor da marca Coca Cola Clothing no Brasil. A grife é o braço da marca Coca-Cola no mundo da moda. A Coca-Cola Clothing faz um dos desfiles mais aguardados no próximo Fashion Rio, na quarta-feira (23/05), no Jóckey Clube. Às voltas com a produção do desfile que apresenta a  coleção primavera-verão 2013, André teve um dos momentos mais felizes de sua vida: na manhã deste 18 de maio nasceu seu filho, Lucca. Ele está exultante. E a sua alegria faz a alegria dos seus amigos, já que ele é uma pessoa muito querida, graças ao seu temperamento e sua personalidade.



16.5.12



UMA LÁGRIMA PELO MARACANÃ - O diretor Ricardo Downey está reunindo depoimentos de torcedores para seu filme "Uma lágrima pelo Maracanã". A partir de imagens dos escombros do estádio ele vai narrar as histórias de quem ali viveu momentos importantes de sua vida. Se algum leitor desse blog quiser  participar do filme, ou conhecer alguém com uma boa história para contar, basta contatar o cineasta pelo e-mail: downey@netfly.com.br  Quem tiver fotos engraçadas, ou imagens em vídeo, super-8 ou cinema, também pode entrar em contato com o rapaz. Estou torcendo muito por esse filme. Gosto da ideia e fiquei muito feliz em saber que o título do filme foi retirado deste blog.

Morro de saudades do Maracanã. Nem gosto de pensar muito, pois fico ansioso. Não consigo imaginar o que vai ser feito do estádio. Mas espero que seja algo digno. (Será possível se fazer algo digno quando ali não houve a menor consideração pelo valor histórico e arquitetônico?) Fato: se o estádio não agradar aos  torcedores, acho que vai acontecer uma revolução no Rio de Janeiro. Pela primeira vez na história as torcidas do Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense vão se reunir com um objetivo comum...

15.5.12








Bom de briga é aquele que cai fora.


POR UM LUGAR AO SOL – Bruno Robusto luta na próxima sexta-feira (18/05) no WOCS-Watch Out Combat Show. Ele é um atleta disciplinado e tem treinado regularmente para o torneio.  Com seu temperamento tranqüilo se sente seguro para enfrentar o desafio.  A luta será mais um passo no seu objetivo de ser um lutador do UFC, sonho maior de todos os atletas desse esporte. Vai lutar no Rio (AABB, na Lagoa), e isso significa que muitos amigos estarão na platéia gritando pelo seu nome.  E Robusto adora seus amigos. Tem pensado muito neles ultimamente. E refletido sobre o valor da amizade e a presença dos amigos em sua vida. Faz duas semanas ele sofreu muito com a perda de um amigo. Flavio (foto abaixo), um rapaz de 19 anos, cheio de sonhos e planos para o futuro. Treinavam juntos na academia Nobre Arte. No dia em que fizemos as fotos acima, Flavio ficou esperando que o amigo acabasse de ser fotografado para irem embora juntos. Naquela mesma noite o jovem teve um fim trágico: seu pai se envolveu numa briga com um vizinho. Flavio foi separar a briga. O desafeto do pai sacou uma faca e o golpeou duas vezes.

A morte do amigo abalou não só Robusto, mas também os outros lutadores que treinavam com ele na Nobre Arte. Todos colocaram uma faixa preta, em sinal de luto, no lugar de suas fotos no Facebook. Mauricio Deltinha escreveu no seu perfil uma mensagem falando do rapaz: “Ontem foi um dia muito triste. Meu companheiro de treinos, o Flavinho, foi assassinado e se despediu desse mundo. Um garoto de apenas dezenove anos, ótimo filho, ótimo amigo, ótimo lutador, ótimo tudo... Flavinho, tenho certeza que você estará bem ao lado de Deus, porque você é um menino que nunca fez mal a ninguém. Você sempre estará nos meus sentimentos e coração.  Descanse em paz.”

                                                                                     






Sensatez é a arte de saber o que deve ser revelado. 


A PRAÇA É NOSSA – Fernando Gabeira estava na manifestação que os moradores de Ipanema fizeram pela preservação da Praça Nossa Senhora da Paz. O governo do estado quer fazer uma nova estação do metrô no local, mas o povo alega que uma estação – na praça General Osório -  já é suficiente para atender Ipanema. Muitas pessoas alegavam que as estações ficariam muito perto uma da outra. E Gabeira explicou que o governo quer fazer uma outra estação ali para atender apenas aos interesses da concessionária. “Quanto mais estações, melhor para a concessionária”, disse, enquanto apontava a beleza das árvores frondosas espalhadas pela praça. Dia 2 de junho vai acontecer uma exposição de fotos do lugar.


9.5.12






























Só quem já perdeu na vida sabe o que é ganhar, porque encontrou na derrota o motivo para lutar.

FORA DE CONTROLE - Anderson Silva foi a principal atração da festa de lançamento do seriado Fora de Controle, da Rede Record. Todo mundo queria falar com ele, fazer uma foto, pedir um autógrafo, ou apenas trocar duas palavrinhas. Até os fotógrafos pediam para fazer um clique ao lado do atleta. 

O episódio de estreia do seriado foi bem bacana. Uma trama policial, mas sem perseguições frenéticas, ou tiroteios, ou explosões. É mais focado no estilo do filme policial clássico. 

Rafaela Mandelli, belíssima, era puro entusiasmo com o seriado. Ela mandou muito bem no papel da policial correta que trabalha junto com o delegado durão Milhem Cortaz. O episódio de estreia teve um roteiro bacana e uma direção eficiente. Bom mesmo foi assistir ao programa de TV numa tela de cinema, em alta definição.